Ética no trabalho

1 Seja honesto em qualquer situação.

2 Nunca faça algo que você não possa assumir em público.

3 Seja humilde, tolerante e flexível. Muitas idéias aparentemente absurdas podem ser a solução para um problema. Para descobrir isso, é preciso trabalhar em equipe, ouvindo as pessoas e avaliando a situação sem julgamentos precipitados ou baseados em suposições.

4 Ser ético significa, muitas vezes, perder dinheiro, status e benefícios.

5 Dê crédito a quem merece. Nem sonhe em aceitar elogios pelo trabalho de outra pessoa. Cedo ou tarde, será reconhecido o autor da idéia e você ficará com fama de mau-caráter.

6 Pontualidade vale ouro. Se você sempre se atrasar, será considerado indigno de confiança e pode perder boas oportunidades de negócio.

7 Evite criticar os colegas de

trabalho ou culpar um subordinado pelas costas. Se tiver de corrigir ou repreender alguém, faça-o em particular, cara a cara.

8 Respeite a privacidade do vizinho. É proibido mexer na mesa, nos pertences e documentos de trabalho dos colegas e do chefe. Também devolva tudo o que pedir emprestado rapidamente e agradeça a gentileza com um bilhete.

9 Ofereça apoio aos colegas. Se souber que alguém está passando por dificuldades, espere que ele mencione o assunto e ouça-o com atenção.
10 Faça o que disse e prometeu. Quebrar promessas é imperdoável.
11 Aja de acordo com seus princípios e assuma suas decisões, mesmo que isso implique ficar contra a maioria.
12 O que fazer com os brindes e presentes? Muitas empresas têm normas próprias e estipulam um limite de valor para os brindes. Informe-se discretamente sobre isso e aja conforme a regra.
"Dê crédito a quem merece. Não aceite elogios pelo trabalho de outra pessoa. Você pode ficar com fama de mau-caráter"
Célia Ribeiro, escritora
Fonte: Revista Você S. A. No 39 Editora Abril - www.abril.com.br
 

13 Ao telefone: Dê toda a atenção à pessoa que ligou. Nada de mascar chicletes, comer ou fazer qualquer tipo de barulho. "A pessoa do outro lado linha pode achar que você não está lhe dando a devida atenção", diz a consultora Adriana Gomes, do Grupo Catho.

14 Jamais chame o cliente de querido, meu bem, benzinho.

15 Ao falar ao telefone, você é julgado pela dicção, capacidade de articular pensamentos e por tratar os outros com cortesia ou não. A voz deve ser alegre, clara, calorosa e em bom-tom - nem alta nem baixa demais.

16 Ao atender telefonemas alheios, anote o recado. Escreva o nome da pessoa que ligou, o número do telefone, o assunto e a hora. Com letra legível, é claro.

17 Evite, ao máximo, atender o telefone durante uma reunião - a não ser que a ligação seja extremamente importante. Isso também vale para celulares, que devem ser desligados antes do encontro começar.

18 Não faça ligações pessoais demoradas, principalmente se for namorar.

19 Nem pense em brigar com filhos ou outros parentes pelo telefone.
20 Retorne as ligações, mesmo que você não conheça quem deixou recado.
21 Se estiver ocupado, não tenha medo de interromper a conversa. Diga que não pode falar e que ligará em seguida. Não se esqueça de retornar a ligação.
22 Todos estão sujeitos a ter de atender a um telefonema com alguém ao lado. Quando for inevitável, procure fazer com discrição. Nada de gestos, caretas ou comentários tapando o bocal. Pega mal. Quem ouve a conversa deve, literalmente, ficar surdo e, depois, mudo.
23 Jamais deixe alguém esperando na linha. Melhor dizer que está ocupado e que retornará a ligação depois.
24 Se a linha cair, a responsabilidade de ligar novamente é de quem telefonou.
25 Ao deixar recado na secretária eletrônica, faça isso de modo claro e objetivo, dizendo o seu nome, o assunto, o seu número de telefone.
"Cuidado com intimidades. Só escreva em um e-mail aquilo que você falaria pessoalmente para a pessoa"
Adriana Gomes, consultora vice-presidente do Grupo Catho
 
30 Um e-mail, apesar de também ser um documento, não deve ser tão formal quanto uma carta.
31 Elogie quem merece. Todos, inclusive alguém do alto escalão, gosta de um "tapinha nas costas".
32 Jogue fora todos aqueles e-mails que não servem para nada, como malas diretas, correntes e piadinhas infames. Só responda àqueles que realmente mereçam sua atenção.
33 Nada de mandar correntes, piadas - obscenas ou não - e pegadinhas por e-mail para quem não conhece.

26 Preto no branco: O mais importante é nunca, mas nunca mesmo, escrever algo que possa constrangê-lo depois. "Evite intimidades e só escreva em um e-mail aquilo que você falaria pessoalmente para a pessoa", ensina Adriana Gomes, vice-presidente do Grupo Catho.

27 Frases de rotina, que são populares no jargão comercial do momento, tornam-se cansativas quando empregadas em demasia. Tome cuidado para não abusar de sua utilização.

28 Verifique sempre a gramática e a ortografia do texto antes de enviá-lo. Nada pior do que um texto cheio de erros.

29 Seja breve, claro e objetivo. Hoje em dia, ninguém tem tempo para ler textos extensos demais ou ficar pensando em palavras fora de contexto.
Chefes

O subordinado amigo deve ao chefe a mesma deferência que os demais - e o chefe amigo precisa ser extremamente cuidadoso para não beneficiar o subordinado que lhe é próximo.
39 Se o chefe fizer a linha tirano, seja polido. Tentar uma intimidade forçada é uma humilhante perda de tempo.
40 Reconheça os erros, mas não exagere no arrependimento nem na culpa. A fala correta é: "não foi um erro intencional, isso não vai ocorrer de novo e vou remediar o acontecido".
41 Jamais diga a palavra problema para se referir a uma situação desfavorável. Dá a impressão de que você não consegue controlar a situção.

34 Procure ter um perfil claro da forma de ser e trabalhar do chefe. Converse com quem já foi subordinado a ele. Essas informações ajudarão a guiar suas atitudes e reações.

35 Por mais que ele permita uma relação de proximidade, imponha (sutilmente, claro) limites. Quando surgirem problemas, tanto você quanto ele podem adotar um tom pessoal demais na discussão. O que pode ser um erro, já que a corda sempre cede do lado mais fraco. Ou seja, o seu.

36 Deixe claro quais são as suas funções, principalmente se elas incluírem obrigações pessoais e particulares. Sobretudo, no caso de secretárias e assistentes que são encarregados de controlar as contas do chefe, organizar agenda, comprar presentes para os familiares etc.

37 Caso tenham afinidades ou amigos em comum, não há mal algum em fazer comentários pessoais. Mas seja discreto e tome cuidado para não parecer inconveniente nem puxa-saco.
38 A relação de trabalho é mediada pela hierarquia.

42 Demissão de um colega: Só se manifeste quando ele puxar o assunto.

43 Diga o quanto lamenta e faça um comentário construtivo - "Você é um bom profissional, logo se recolocará".

44 Seja solidário, mas não exagere para não criar um clima de motim na equipe.

45 No dia seguinte, telefone para dar uma força e oferecer ajuda.

46 Ao demitir: Tenha claro o motivo da demissão e os números da indenização para informar o funcionário.

47 Esteja preparado para responder a perguntas como: "se surgir nova chance, você me contratará?" ou "posso dar seu nome como referência?" Nesse caso, só negue se a empresa proibir ou se tiver problemas pessoais com o demitido.

48 Comunique logo cedo ao funcionário. Se ele ficar deprimido, fale dos benefícios e demonstre que a empresa irá ajudá-lo a se recolocar. Se ele ficar irritado, informe-o sobre os direitos e não discuta.
49 Faça-o assinar a carta de demissão antes de deixar a sala. É um instrumento legal, exigido pela lei. Diga a ele o que fazer ao sair dali: ir ao RH, voltar para casa ou ao trabalho. Além de quando ele deve limpar as gavetas.
50 Ao pedir demissão: Comunique sua decisão à chefia com antecedência.
51 Deixe claro que está saindo não por insatisfação (por mais que seja verdade), mas por desejar novos desafios.
52 Diga ao empregador e aos colegas o quanto foi bom trabalhar com eles e, se fizerem festa de despedida, escreva uma carta de agradecimento.
53 Jamais fale mal do antigo empregador. Você pode precisar dele no futuro.
54 Ao ser demitido: Receba a notícia com dignidade. Perder a cabeça com reações de pânico ou raiva não resolvem a situação. Procure saber o motivo da demissão. Se perceber a chance de reverter a situação (o que é raro), argumente. Senão, reflita sobre as razões de sua dispensa para melhorar seu desempenho no futuro.
55 Só negocie a prorrogação dos benefícios até sua recolocação se tiver argumentos justos. Se for o caso, peça que lhe seja pago um processo de recolocação.
56 Comente a demissão com, no máximo, um ou dois colegas íntimos. Cuidado com observações levianas, que podem atrapalhar uma indicação.
57 Recolha suas coisas o mais rápido possível e discretamente.
Em uma reunião

58 Para a reunião começar mal, basta chegar atrasado. Além de irritar quem chegou na hora, sua imagem fica péssima.

59 Normalmente, o chefe se senta à cabeceira da mesa. O ideal é conseguir sentar ao lado dele. Assim, você dá a entender que conhece seu lugar, demonstra apoio e deixa claro que não o ameaça.

60 Ler e pesquisar sobre o assunto em pauta vai deixá-lo em vantagem sobre aqueles que não se prepararam. Além de poder participar da discussão, a chance de dar um fora diminui muito.

61 Entrar numa reunião mudo e sair calado não é a melhor estratégia para seu chefe notá-lo.

62 Fale sobre suas idéias e, quando achar que deve discordar, não se acanhe. Apenas faça isso sem causar constrangimento e sem ofender os colegas.

63 O chefe deve ser o primeiro e o último a falar. Ou seja, é ele que abre e fecha a reunião.

64 Se for encarregado de conduzir uma reunião, lembre-se de que um bom condutor é aquele que expõe suas opiniões de modo que todos entendam, sabe ouvir e mediar conflitos.

65 Ao fazer um comentário, apresentar uma idéia ou sugestão, seja claro e objetivo. Resuma ao máximo o que tem a dizer para não tornar a reunião longa e cansativa demais.

66 Olhe para os outros quando estiverem falando para mostrar interesse. Não baixe os olhos para a mesa.
67 Apresente suas idéias ao chefe como recomendação e não como ordens. Senão você pode comprometer a autoridade dele diante dos demais participantes. O chefe não vai gostar nada disso.
68 É importante manter a postura durante uma reunião. Evite ficar andando de um lado para outro na sala enquanto estiver expondo uma opinião ou uma apresentação. Os participantes vão achá-lo um exibicionista.
“Nunca demonstre tédio. Tome cuidado para não ficar se mexendo ou esparramado na cadeira. Evite também tirar e pôr os óculos e ficar com as mãos nos cabelos”
Claudia Matarazzo
 
Maldades e fofocas
ou trabalho que você tenha ou faça em relação a seu amigo.
75 Deixe bem claro que é adepto do ditado "amigos, amigos: negócios à parte" e evite trabalhar em parceria com um grande amigo. Além de dar impressão de protecionismo, a relação pode comprometer o serviço e dificultar na hora de resolver os problema.
76 Evite falar de sua vida pessoal com quem você não conhece o caráter.
77 Não comente com qualquer um os seus resultados positivos, prêmios e novos projetos que lhe foram confiados.
78 Caso trabalhe com alguém de quem não gosta, troque cumprimentos, mantenha distância e não comente a antipatia que sente. Isso minimiza os atritos e evita que os outros reparem a incompatibilidade e façam fofocas.

69 Afaste-se das fofocas e maledicências. Só o fato de prestar atenção nelas pode lhe dar a fama de fofoqueiro. E aquele que lhe conta a última, pode levar, também, um comentário péssimo sobre você.

70 Evite fazer profecias. As previsões podem não se realizar e as palavras se voltarão contra você.

71 Não seja inconveniente, aparecendo em outros setores da firma sem ligar antes só para fazer um tricô rápido.

72 Mantenha a voz baixa, especialmente quando precisar falar de assuntos de caráter confidencial.
73 Quando se referir a um executivo da empresa numa conversa com os colegas, use o nome completo dele para evitar mal-entendidos.
74 Caso possua uma grande amizade no ambiente de trabalho, seja discreto. Nunca comente na frente de outros colegas os programas que você e o amigo fizeram no final de semana, pois isso desperta ciúme e compromete a imparcialidade de qualquer decisão
Clique aqui para ver as próximas dicas
Amor e trabalho

79 Você e um colega se apaixonaram:Se a empresa não proíbe namoro entre funcionários e vocês são desimpedidos, não vale a pena esconder. Os colegas desconfiam, descobrem e fofocam.

80 Antes de oficializar a relação, comunique o fato à chefia e preserve-se ao máximo.

81 Na firma, evite os apelidos carinhosos e telefonemas melosos. Nada de "fofo", "lindinha" e "neném".

82 Bilhetinhos e e-mails amorosos, que possam cair em mãos erradas, também estão fora de cogitação.
83 Não constranja os colegas nem cause falatório criando situações para ficar a sós com seu amado ou sua amada.
84 Cenas de ciúme e bate-boca são péssimas para sua imagem na empresa. Sugerem que você pode ser um funcionário desequilibrado.
85 Se brigar com ela (ele), deixe a cara fechada e a reconciliação para fora da empresa. Seu romance não é novela, para ser acompanhado capítulo a capítulo.
86 Não policie os horários da sua parceira (o) e muito menos crie empecilhos para que ele (ela) almoce com colegas ou superiores sob o argumento "você não liga mais para mim". Isso pode prejudicar a carreira dele(a).
87 Você e o chefe se apaixonaram: Em muitas empresas, trata-se de amor proibido. Vocês podem tentar escondê-lo por um tempo, mas correm sérios riscos.
88 Do ponto de vista ético, o melhor a fazer é pedir, rapidamente, uma transferência de departamento, já que o romance pode comprometer o trabalho
89 Se não for possível uma transferência, a saída mais correta é um dos dois pedir demissão.
90 Durante o período de impasse, ajam com absoluta discrição. Os fofoqueiros de plantão adoram comentar sobre situações como essa.
91 Paixão por alguém casado: Em casos assim, trata-se de nitroglicerina pura. Se o romance se tornar público, amor, trabalho e família viram um grande imbroglio e isso é péssimo para a carreira.
92 Se decidir sair de casa, comunique, sem revelar detalhes, a mudança de endereço e o novo telefone para a secretária do setor. E avise seu chefe sobre sua separação.
93 Evite comentar o assunto em voz alta e não transforme seu drama em tema de debate no fumódromo.
94 Se não conseguir disfarçar o sofrimento, invente uma desculpa. Diga que está doente ou que um parente querido morreu recentemente.
95 Procure evitar que seu ex mantenha contato com secretárias e outros funcionários do seu departamento. Se ele(a) estiver furioso e magoado, certamente fará a sua caveira e falará mal de você.
Clique aqui para ver as próximas dicas