Seu Currículo
 
CURRÍCULOS PARA QUEM ESTÁ COMEÇANDO A CARREIRA
 


Viviane Macedo

Elaborar um currículo é uma tarefa importante. Às vezes, o profissional tem muita experiência e precisa sintetizar, pois o currículo não pode ser muito extenso. Em outros casos, falta experiência e é preciso saber aproveitar bem as informações para enriquecer o material.

Nesta edição, a consultora de RH Glaucia Santos, da equipe de Consultoria Virtual da Catho Online, dá dicas de como fazer os currículos de estagiários, recém-formados e de quem busca o primeiro emprego.


CURRÍCULO DE ESTAGIÁRIO

É muito importante ficar atento à ordem das informações no currículo. A formação acadêmica e o ano em que o estudante está precisam ficar em destaque, pois essas informações são muito importantes para quem recruta um estagiário.

Logo em seguida deve vir o idioma - caso o nível seja, no mínimo, intermediário. Em seguida, deve ser colocado o resumo de qualificações. Caso o estudante tenha alguma experiência profissional, pode criar esse tópico também. Os cursos e conhecimentos em informática vêm em seguida.

Ex.:
Dados pessoais e de contato
Curso e ano em que está
Objetivo
Idioma
Resumo de qualificações
Experiência profissional (se tiver)
Cursos
Conhecimentos em informática


OBJETIVO

O objetivo, como o próprio nome já diz, precisa ser sucinto e rápido. No caso de estagiários, o mais indicado é colocar apenas a palavra "estágio" e, em seguida, o nome do curso. Ex. "Estágio em Administração" ou "Estágio em Enfermagem". Não colocar uma área específica, por exemplo: "Estágio no Departamento Administrativo".


IDIOMA

Só se deve mencionar conhecimento em idioma estrangeiro caso ele seja, no mínimo, de nível intermediário.


VIVÊNCIA INTERNACIONAL

Caso tenha viajado para o exterior, o estudante pode inserir abaixo do item "Idioma" o item "Vivência Internacional", e nele especificar o curso ou experiência relevante que teve fora do País. Não é necessário colocar o tempo de permanência, a não ser que seja superior a um ano.


RESUMO DE QUALIFICAÇÕES

Os conhecimentos, qualificações e atividades exercidas devem ser organizados em tópicos. Por exemplo:
- Participação em determinado projeto;
- Desenvolvimento de determinado sistema;
- Conhecimento sobre elaboração de planilhas de custos.

Deve-se usar, em média, 10 a 15 frases, sempre curtas e objetivas, para descrever os conhecimentos e realizações. O mesmo vale se o candidato tiver alguma experiência profissional anterior. Exemplo:
Estágio desenvolvido na área financeira
Empresa X
Atividades:
Emissão de notas fiscais e boletos;
Cobrança de clientes;
Organização de planilhas.

Dessa forma, no item "Experiência Profissional", o estudante pode colocar apenas o nome da empresa e o cargo. As atividades desenvolvidas entram no resumo de qualificações.

É muito importante colocar os conhecimentos da graduação, quais foram as principais atividades desenvolvidas e os estágios curriculares cumpridos. Isso vai contar muito durante o processo seletivo.


EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Se tiver experiência profissional, além do resumo, insira um tópico para mostrar ao selecionador em qual empresa e durante qual período trabalhou. Caso não tenha experiência prévia, esse item deve ser eliminado.

Deve-se colocar apenas o nome da empresa, o cargo exercido e o tempo de permanência. Importante: Se o tempo de permanência na empresa for menor que um ano, o melhor é colocar apenas o ano em que trabalhou na empresa, sem mês específico.
Ex.: 2006 - Empresa X
Assistente Administrativo


CURSOS

Aqui devem ser colocados os cursos que o estudante já realizou. Podem ser workshops, cursos de informática, cursos de especialização – enfim, todos os cursos realizados devem estar neste item.


CONHECIMENTOS EM INFORMÁTICA

É necessário listar todos os conhecimentos que possui em informática, separando-os entre vírgulas na mesma linha.
Ex.: Conhecimentos em Word, Excel, PowerPoint, Outlook e Internet Explorer.

Observações finais:
É muito importante que as informações estejam dispostas na ordem mostrada acima. Também é fundamental dar bastante ênfase aos conhecimentos da graduação, à participação em seminários, aos projetos desenvolvidos e a experiências em iniciação cientifica.


CURRÍCULO DE RECÉM-FORMADO

O currículo do recém-formado é muito parecido com o de estagiário, com pequenas alterações.

OBJETIVO:
Não é interessante especificar o cargo, pois o candidato não possui uma atuação profissional definida. Assim, o ideal é deixar em aberto, colocando apenas a área de interesse.
Ex.: Área Administrativa ou Área de Marketing

O recém-formado precisa destacar as experiências que tiver. Caso não tenha, é importante dar ênfase a estágios curriculares e trabalhos desenvolvidos durante a graduação. Neste caso, o currículo será muito parecido com o de estagiário, dando um enfoque maior nas atividades exercidas durante a graduação.


CURRÍCULO PARA O PRIMEIRO EMPREGO

Praticamente igual ao modelo de estagiários e recém-formados, o currículo de quem busca o primeiro emprego tem de se basear mais nas atividades escolares e nas habilidades que o candidato possui. A primeira coisa a fazer é definir em que área quer atuar. A partir daí, o currículo seguirá a mesma estrutura do de estagiário.

Considerando que o candidato estará em busca do primeiro emprego, o tópico "Experiência" dever ser excluído, e a ênfase precisa estar na descrição das qualificações. É neste item que o candidato vai colocar os conhecimentos adquiridos que podem agregar valor ao trabalho a que ele está se aplicando.

Por exemplo: se o candidato colocou "Área de Atendimento" como objetivo, é necessário inserir no resumo das qualificações habilidades como facilidade na redação de cartas, boa comunicação verbal e afinidade pelo contato com o público. Lembre-se: Disponibilize sempre as informações em tópicos, lembrando que o currículo não pode ser muito extenso. Além disso, como o candidato não tem experiência anterior e pouco contato com o mercado de trabalho, é importante colocar todas as habilidades e conhecimentos que possam ajudar de alguma forma na atuação em sua área de interesse.


CONSIDERAÇÕES FINAIS

Como os candidatos nesses três perfis têm pouca – ou mesmo nenhuma – referência do mercado de trabalho, é preciso que eles se mostrem seguros de seus objetivos na hora da entrevista. Passar credibilidade no contato com o entrevistador é fator decisivo na hora da seleção.

Assim, a dica é mostrar interesse na vaga e na empresa. Procure mostrar ao selecionador que você tem foco na carreira e está cheio de vontade de trabalhar e crescer profissionalmente.
Currícullo INDICADO PELA CATHO PROGRESSO PROFISSIONAL